terça-feira, 3 de setembro de 2013

#10 As Escalas Menores

Embora só haja uma escala maior, existem três variações da escala menor.
A primeira escala menor que discutiremos é a menor natural.  Ela é construída seguindo a fórmula abaixo.

Vamos construir a Escala de Lá Menor Natural.  Começaremos pela nota Lá.
A partir do Lá, subiremos um tom para o Si.

Depois, subiremos um semitom até o Dó.
 Do Dó, o intervalo de um tom nos levará ao Ré.

Outro tom nos leva ao Mi.
 Do Mi, subiremos um semitom até o Fá.


Do Fá, o intervalo de um tom nos levará ao Sol.
Por fim, o último tom nos devolve ao Lá.

Observe que a Escala de Lá Menor Natural não tem notas com alterações (acidentes).

Agora, discutiremos a escala menor harmônica.
Para converter qualquer escala menor natural numa menor harmônica, eleve a sétima nota em um semitom.

Vamos converter a Escala de Dó Menor Natural em Dó Menor Harmônica.

Por fim, discutiremos a menor melódica.
Para converter uma escala menor natural numa menor melódica, eleve a sexta e a sétima notas em um semitom.
Por exemplo, para converter a Escala de Dó Menor Natural em Dó Menor Melódica, simplesmente eleve o Lá bemol e o Si bemol em um semitom, para Lá e Si.

Na maioria das vezes, a menor melódica é usada somente na direção ascendente. Quando descendente, os compositores preferem usar a escala menor natural.


Veja os próximos capítulos do curso aqui: http://o-clarinetista.blogspot.com.br/2013/09/11-c-t-musical-graus-da-escala.html
Fonte: http://www.jazzbossa.com/teoria/index.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ficou alguma duvida, pergunte aqui, tentarei ao máximo te ajudar; Comente e compartilhe conhecimentos com conosco.

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...