quarta-feira, 30 de abril de 2014

Compasso e fórmula de compasso

As figuras que representam os valores das notas têm duração indeterminada, isto é, não têm valor fixo. Quem os determinará será uma fração ordinária escrita após a clave e os acidentes fixos que é chamada de formula de compasso.

As linhas verticais são chamadas barras de compasso, ou travessões, dividem a pauta em compassos. A pauta abaixo foi dividida em dois compassos.


A barra dupla é utilizada para indicar mudanças na estrutura da música, como o ritmo, a tonalidade, o andamento e assim por diante.


A barra de compasso seguida de uma barra grossa indica o final da música.


A barra de compasso seguida de uma barra grossa indica o final da música.compassos, as Barras de repetição são utilizadas para evitar a escrita dobrada das notas, chamada de retornelo. Sendo assim, podemos escrever:


A fração, ou fórmula de compasso, define a quantidade e o tipo das notas que cada compasso pode conter.

O número superior significa a quantidade de valores que compõem o compasso.

Por baixo, o segundo número é o valor da duração (em frações de semibreve) de cada um destes valores.


Os compassos de dois tempos são chamados de BINÁRIOS
Os compassos de três tempos são chamados de TERNÁRIOS
Os compassos de quatro tempos são chamados de QUATERNÁRIOS


Apesar de serem uma fração, as fórmulas não são lidas como tal. Deve-se ler “dois por dois”, “três por quatro”, “três por oito” e assim por diante.

É comum que os compassos “2 por 4″ e “4 por 4″ sejam também representados através de outros símbolos.


Para preencher um compasso devemos ter duas informações em mente: o tipo de compasso que estamos utilizando (binário, ternário, etc.) e a figura de nota que representa 1 tempo. Observe o esquema abaixo, onde foram utilizados o compasso quaternário (4 tempos) e a figura da semínima como unidade de tempo (1 tempo).


Neste outro exemplo, foram utilizados o compasso ternário (3 tempos) e a figura da mínima como unidade de tempo (1 tempo).



Complementos dessa lição: 

Fonte: http://www.jazzbossa.com/teoria/ (adaptado), http://www.sotutorial.com/index.php/category/tutoriais-teorial-musical/, Apostila teoria musica, projeto fortalecimento musical Maestro Jorge Nobre - SECULT. (acesso em 31 de abril 2014).

Um comentário:

  1. Ei, me deparei com um erro: C = Quaternário, 4 por 4, beleza, mas o C cortado é 2 por 2 e não 2 por 4, ok?
    Abraço

    ResponderExcluir

Ficou alguma duvida, pergunte aqui, tentarei ao máximo te ajudar; Comente e compartilhe conhecimentos com conosco.

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...